FLIS

A Câmara Municipal de Serpa chegou a esta ideia, partindo da vontade de fazer “do livro uma Festa” e “de levá-la a todos os munícipes e não só”, mesmo em época de pandemia. A concretização desta ideia resultou na apresentação de “um conjunto de iniciativas”, com “vários artistas de renome que irão prender aos ecrãs pequenos e graúdos, para, apesar do momento desafiante” em que se vive, “festejar o livro e a leitura.”

Odete Borralho, a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Serpa, explica que “mesmo em tempo de pandemia, a autarquia continua a desempenhar as suas funções nesta área” e que com “esta iniciativa procura ajudar a ocupar os tempos livres das pessoas e a fortalecer-lhes o espírito com atividades culturais”.

“Através dos pequenos ecrãs, sintonizados nas redes sociais da Câmara Municipal de Serpa, haverá palhaços, contadores de histórias, vídeos, fotografia, marionetas, música, dança, jogos, ilustrações, livros e animação… muita animação”, avança a autarquia, convidando todos a usufruírem, ao longo de três dias, deste evento.

“Histórias e poesias contadas, cantadas e dançadas, para pequenos e graúdos”, por autores como “Jorge Serafim, Pedro Paixão, Grupo de Teatro Encena, e muitos outros são as propostas desta quarta edição da FliS.” Odete Borralho revela que “são 11 os artistas que colaboram nesta iniciativa da Câmara de Serpa e que protagonizam 29 momentos culturais, em três dias, apresentando um programa bastante completo”.

Recorde-se que a iniciativa FliS – Festa do Livro de Serpa é organizada pela Câmara Municipal, “no âmbito do Plano Municipal de Combate ao Insucesso Escolar no Concelho” e que é “cofinanciada pelo Programa Operacional Alentejo 2020, Portugal 2020.”



Comente esta notícia