A CDU afirma que estas visitas, a pouco mais de um mês das eleições legislativas, representa uma inaceitável utilização do aparelho de Estado para a promoção dos governantes do CDS e de propaganda eleitoral.

Afirma ainda a CDU que estes governantes querem agora capitalizar politicamente com um projecto que durante muitos anos não defenderam e sobre o qual, em quatro anos, não disseram uma palavra sobre como, apesar do maior investimento público de sempre na região, o distrito de Beja ter perdido mais de 3% dos residentes, ter mais 700 desempregados inscritos nos centros de emprego, e a dinâmica económica não ter chegado às empresas, como atesta a situação vivida pelo setor do comércio.

Quanto à Federação do Baixo Alentejo do PS afirma que esta visita demonstra falta de decoro e oportunismo político, naquela que é uma forma encapotada de campanha eleitoral antecipada.

Segundo o PS o empreendimento de Alqueva é hoje uma realidade devido ao esforço e empenho dos governos socialistas, por entenderem a importância vital e estratégica para o desenvolvimento da região, tantas vezes esquecida e ostracizada pelo actual governo.

Finalmente os socialistas consideram que esta visita demonstra falta de respeito pelos baixo-alentejanos, pela região e pelo futuro do interior do país.

Comente esta notícia