Silarca

Na organização do evento colaboram com a Junta de Freguesia de Cabeça Gorda, a Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM), o movimento associativo e empresários locais.

Este é o festival que, durante três dias, promove os recursos naturais e silvestres de Cabeça Gorda “de forma sustentável, preservando práticas ancestrais de gastronomia e sabedoria popular”.

O Silarca-Festival do Cogumelo assinala, este ano, a sua 7ª edição e Lucília Simão faz um balanço positivo das realizações efetuadas, referindo que o festival se tem vindo a afirmar, com o forte impacto que tem, por estes dias, na economia local.

Tertúlias, exposições, showcooking, concertos, cante alentejano, mercadinho, tasquinhas, feira de produtos e artesãos são algumas das propostas do programa do evento.

Os passeios micológicos integram igualmente o programa e têm vindo a ser dinamizados ao sábado. Lucília Simão revela que, este ano, devido à procura que esta iniciativa tem, vai ser replicada ao domingo.

Lucília Simão revela as expetativas que tem para a edição deste ano do Silarca, que começa hoje e se prolonga durante todo o fim-de-semana.

A abertura solene da 7ª edição do Silarca-Festival do Cogumelo está marcada para as 19.00 horas desta sexta-feira.

Pinturas dos Jovens do Atelier do CAO do Centro de Paralisia Cerebral de Beja, Trabalhos dos Utentes do Projeto COM_ VIDA na Cabeça Gorda, Exposição de Cogumelos com material reciclado, concertos e Djs são algumas das sugestões do primeiro dia do Festival. 


Comente esta notícia

Galeria de fotos