PCP logo

Para a DRA do PCP, no passado dia 4 de outubro, o PS e a Coligação PSD/CDS-PP não conseguiram atingir os objetivos a que se propuseram, os socialistas não elegeram o segundo deputado no distrito de Beja e a "Portugal à Frente" perdeu a maioria. Por sua vez, a CDU registou um importante resultado eleitoral, ficando com mais um deputado e maior percentagem de votos, frisou à Voz da Planície Dias Coelho.

Resultados que, segundo a DRA do PCP, dá à CDU melhores condições para continuar a luta.

A Voz da Planície questionou também, Dias Coelho sobre a perspetiva que se está a "desenhar" de formação de um Governo PS, PCP e BE e este dirigente comunista respondeu, começando por referir que no passado dia 4 foram eleitos os deputados da nação, que os votos na CDU contam e que os resultados revelaram um novo quadro político. Acrescentou que do ponto de vista constitucional, o PS tem condições para formar Governo, assim o queira e que o PCP não vai impedir que tal aconteça.

Dias Coelho frisou, igualmente, que a alternativa é romper com a direita e identificou algumas das matérias que, no caso de haver concordância, podem ajudar a formar um Governo PS, PCP e BE.


Comente esta notícia