serpa estradas degradadas

Naquele documento é referido, entre outros aspetos, que as “tão desejadas chuvas dos últimos meses” revelaram “um grave problema no concelho de Serpa, a degradação da rede viária.” E é acrescentado que “tendo em conta que o tráfego, quer de veículos ligeiros e pesados, quer de máquinas agrícolas, cada vez é mais intenso”, que o “concelho é atravessado por uma via internacional (EN 260), onde o número de camiões a circular é elevadíssimo” e que “os buracos, as fissuras e a falta de asfalto nalguns locais, dificultam a condução pondo em perigo os passageiros e danificando as viaturas”, a Assembleia Municipal propõe “uma rápida e eficiente intervenção em toda a rede viária que atravessa o concelho”.

Aquele órgão sugere ainda, na moção aprovada, que seja efetuado “um levantamento exaustivo das carências, em termos viários, de todas as estradas de modo a que a médio prazo haja uma intervenção profunda em todas as vias que servem este concelho; que o Governo, através das Infraestruturas de Portugal, SA (IP) leve a efeito o melhoramento das estradas nacionais e que a autarquia de Serpa disponibilize os meios necessários para fazer face à manutenção e arranjo das estradas municipais que se encontram degradadas.”

A moção foi enviada para o Conselho de Administração das Infraestruturas de Portugal, grupos parlamentares, Ministério do Planeamento e Infraestruturas e primeiro-ministro.


Comente esta notícia