serpa ana carolina
A cantora brasileira considerada uma das maiores intérpretes da música brasileira e conhecida pela sua técnica e potência de voz, vem apresentar a Serpa os principais êxitos da carreira. Cantora, compositora, arranjadora, produtora, instrumentista e musicista, é uma das artistas mais completas e populares da música brasileira, e ao longo de carreira ganhou por quatro vezes o Prémio Multishow de Música Brasileira, três vezes o Troféu Imprensa e ainda o Prémio TIM de Música.

Temas como "É isso aí "; "Quem de Nós dois"; "Garganta"; "Coração Selvagem"; "Pra Rua me Levar" são alguns dos êxitos que farão parte deste espectáculo.

O Festival realiza-se, no centro histórico, com os espectáculos principais a decorrer, a partir das 22.00 horas, na Praça da República, e o "fora de horas" no Espaço Nora.

Por este local, vai passar, esta noite, Moya Kalongo, nasceu em 2008 em Barcelona, fundada pelo carismático músico Simonal Bie e formada por músicos oriundos de Moçambique, Costa do Marfim, Uruguai e Catalunha.

A banda de Afro-Funk, com muitas influências do jazz e do funky soul, traz a Serpa ritmos animados que incitam à participação do público e, nas suas próprias palavras, "a dançar sem parar".

Moya Kalongo é constituído por Simonal Bie, voz, Noè Escolà, saxofone, flauta, coro, Cesc Pascual, guitarra, coro, Washington Pito Rosas, baixo e Marc Thió bateria.

Comente esta notícia