Câmara Castro Verde
A autarquia de Castro Verde aprovou, por unanimidade, uma Moção, proposta pelos vereadores da CDU, onde manifesta a sua total oposição às políticas inscritas no Orçamento de Estado para 2014, aprovado pelos partidos da maioria governamental PSD/CDS-PP.

No documento é ainda expressa a indignação da autarquia face à "insensibilidade" social e ao constante desrespeito que norteia a actuação do atual Governo.

É também afirmado que a proposta de Orçamento de Estado para 2014 vem retirar aos municípios portugueses cerca de 70 milhões de euros, prevendo-se a continuação do incumprimento da Lei das Finanças Locais que, só nos últimos três anos, retirou aos cofres do Município de Castro Verde cerca de um milhão de euros. Uma situação que se traduz, segundo a autarquia, na diminuição do investimento municipal e na diminuição do poder de compra dos funcionários públicos, e por consequência, no agravar dos problemas acrescidos ao tecido socioeconómico do concelho.

A Moção seguiu para o Presidente da República, 1ºMinistro, Ministra de Estado e das Finanças, Grupos Parlamentares e à Assembleia Municipal de Castro Verde.


Comente esta notícia