A380

Bruno Ferreira, do Movimento Beja Merece+, salienta a importância deste momento, e frisa que esta aterragem vem, uma vez mais, comprovar as capacidades do aeroporto de Beja.

O aeroporto tem todas as condições para começar a funcionar em pleno, mas é fundamental que se garantam os acessos ao mesmo, nomeadamente, a conclusão da A26 entre Sines-Beja-Espanha e a eletrificação da linha férrea Lisboa-Beja-Algarve, frisou Bruno Ferreira.

Bruno Ferreira deixa um apelo, relevando o facto de ser fundamental contar com a presença dos cidadãos, de forma a testemunharem este momento “histórico”, através de fotografias e vídeos, para que se possa mostrar ao mundo que o aeroporto de Beja existe e que tem todas as condições par ser alternativa ao de Lisboa.

Beja recebe "gigante" da aviação segunda-feira, dia 23. O A380 da Companhia Aérea HiFly fica estacionado no aeroporto de Beja até à próxima quinta-feira, dia 26.





Comente esta notícia

VAMOS LUTAR PELO NOSSO ALENTEJO TÃO ESQUECIDO

ISABEL GUERREIRO

21/07/2018

Afinal o tão criticado aeroporto de Beja, uma das muitas obras de jose Sócrates tem grande valor, como as energias renováveis e os projectos abortados, como o aeroporto de Alcochete, local escolhido por cavaco silva que ali mandou os seus amigos milhares de hectares terrenos com o dinheiro do BPN, enquanto o local estava no segredo dos deuses, ele, van zeller e engenheiro Viegas.

lidia sousa

20/07/2018

Eu penso que ele também pode aterrar na Base das Lajes na Ilha Terceira...

Ricardo R

20/07/2018