Ovibeja (foto: Ana Teresa Alves)

Na abertura, a 29 de Abril, a noite vai ser preenchida com tunas académicas da região.

No dia 30, os palcos da Ovibeja trazem à capital de “Todo o Alentejo Deste Mundo” uma das vozes maiores da música contemporânea: Blaya.

“Um furacão de palco que canta, dança e agita, que encanta, comunica e transforma, Blaya é um exemplo de energia, confiança, orgulho e sensualidade para todas as mulheres".

"E Blaya bem que pode ser esse ícone porque nasceu no Brasil, cresceu em Portugal e correu mundo antes de nos ensinar a todos a ‘Fazer Gostoso’”. Nascida no Brasil, Blaya viveu no Alentejo durante alguns anos, tendo ainda frequentado o Liceu de Beja". 

A grande novidade da 37ª Ovibeja é Paula Fernandes, num concerto que, na noite de 1 de Maio, vai decerto ficar inesquecível. “Origens” é o novo projecto discográfico de Paula Fernandes que dá, igualmente, o nome à nova tournée da artista, em 2020.

Ao lado de grandes nomes da música brasileira, Paula Fernandes apresenta  um reportório tocante e animado, que pode embalar desde histórias de amor até baladas de todos os tipos”.

Para a noite de sábado, 2 de Maio, uma voz e presença inconfundíveis em palco, regressa à Ovibeja para todos os que vivem o que canta e para “fazer o que ainda não foi feito”. Pedro Abrunhosa veste-se de “Intimidade”, reinventa o “Silêncio” e celebra o “Momento” com todos os presentes, na última “ovinoite” da 37ª Ovibeja.

Claudino Matos, diretor-geral da ACOS, congratula-se com este "grande cartaz de espetáculos" que marcam o arranque dos festivais de primavera. 


Fotografia: Ana Teresa Alves


Comente esta notícia