Boss AC (foto tirada de nit.pt)

A iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Castro de Verde, em parceria com a União de Freguesias de Castro Verde e Casével, assume-se como um importante momento de atração de visitantes ao concelho e, explica a autarquia “contribuem para a afirmação de Castro Verde como destino de eventos”.

David Marques, vereador do município, revela que as Festas de Castro Verde mantêm a dinâmica iniciada em 2018, de ter “uma nova energia”, no tipo de espaço de feira, assim como nas sugestões da programação.

Além de se manter fiel à tradição, com os arraiais e os bailes populares, a iniciativa, explica David Marques, é igualmente palco para as associações locais que apresentam os “sabores do concelho”. Por outro lado, é também uma oportunidade para os artesãos e produtores locais demonstrarem o seu ofício, este ano, num novo espaço.

A par de outros momentos musicais agendados, Boss AC, One Vision (grupo de tributo aos Queen), Miguel Araújo e Sonido Andaluz são os nomes dos artistas que vão atuar ao longo destes três dias das Festas de Castro Verde. As declarações são de David Marques.

Com um programa diversificado e com qualidade, o vereador do município castrense afirma que este é um dos momentos altos da vila.

A abertura do recinto da Festa acontece às 18.00 horas e, nesta primeira noite, há baile, às 21.30 horas com Rúben Baião e, às 22.30 horas, sobe ao palco, o cabeça-de-cartaz de hoje, Boss AC. Após o concerto, o momento é de homenagem aos Queen com o grupo One Vision. Pela noite dentro, o Dj TimeWall anima a zona dos bares. 


Comente esta notícia