Presidente da Autarquia e Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais

Numa reunião realizada em Lisboa, na última terça-feira, com o Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendes, o presidente da Câmara Municipal de Castro Verde informou o Governo que, até esta data, a Autoridade Tributária (AT), com as suas várias correções e acertos, já obrigou o município castrense a devolvermais de 2 milhões de euros desde 2017, no início do atual mandato.

Face a esta falta muito revelante de receita, a Câmara Municipal de Castro Verde frisa que “fez sentir, de modo muito vincado, ao Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, todas as implicações muito negativas que este problema gravíssimo cria no concelho”.

“Para além de limitar objetivamente todas as expetativas e planeamento da autarquia, a situação põe em risco a realização de obras importantes no concelho (algumas delas já em curso), que a população há muito tempo reivindica”, salienta o comunicado.

“Tratando-se de um problema muito penalizador para Castro Verde”, a Câmara Municipal afirma que “vai continuar incessantemente a procurar resolvê-lo e, ao mesmo tempo, está a trabalhar em todas as soluções alternativas de financiamento para que as intervenções mais urgentes e inadiáveis no concelho possam ser concretizadas”.


Comente esta notícia