Plataforma Alentejo

De acordo com Claudino Matos, do Secretariado da Plataforma, a Convenção “é um marco nas atividades” que têm vindo a ser desenvolvidas no âmbito da Plataforma.

Claudino Matos diz ter boas expetativas para esta realização que define como “um momento muito importante para a reflexão de todas as reivindicações, em termos de acessibilidades, que a Plataforma tem vindo a fazer ao longo do último ano”.

Os trabalhos têm início às 9.30 horas e durante a manhã vai falar-se sobre “Porto do Sines e Aeroporto de Beja-Infraestruturas Estratégicas de interesse nacional e regional” uma intervenção moderada por João Paulo Trindade, presidente do IPBeja, e com as participações de Manuel Tão, Grupo Técnico de Apoio à Plataforma Alentejo, José Luís Cacho, presidente do Conselho de Administração do Porto de Sines e Ceia da Silva, presidente da ERT Alentejo e Ribatejo.

O tema 2 dedicado à temática “Infraestruturas de acessibilidade ferroviárias e rodoviárias-sua importância estratégica e prioridades” conta com as intervenções de Élio Bernardino, do Grupo Técnico de Apoio à Plataforma e António Garcia Salas, coordenador e porta-voz de Sudoeste Ibérico en Red. Luís Vasco Borba, vice-presidente do NERBE/AEBAL é o moderador desta sessão.

Da parte da tarde, o tema em análise será o “PROTA em revisão e o Plano Intermunicipal-modelo de ordenamento e planeamento”. Jacinto Vidigal, da Universidade de Évora, será o moderador desta sessão que conta com as participações de Carlos Gaivoto, do Grupo Técnico de Apoio à Plataforma, Fátima Bacharel, diretora regional dos serviços de Ordenamento do Território da CCDRA e Nelson Brito, presidente do Conselho de Regional da CCDRA.

 O encerramento dos trabalhos está marcado para as 18.00 horas.


Comente esta notícia

Galeria de fotos