Central Fotovoltaica Flutuante

“Segundo o dstgroup, a empreitada contempla a instalação de 3024 painéis fotovoltaicos numa área de 10.200 metros quadrados” e “quando estiver concluída, a nova central terá uma capacidade de produção de mais de 1,7 milhões de kWh e permitirá reduzir a pegada de carbono em 816 toneladas por ano”, é referido, igualmente, nesta publicação.

“Ao vencer o concurso lançado pela EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva, o dst group não só irá construir a central como também assegurar a sua operação e manutenção durante três anos”, frisa a “Executive Digest”, divulgando declarações de José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do grupo onde é referido que “se trata de uma empreitada com um enquadramento de construção muito particular, que assenta pela primeira vez em território nacional a execução de uma central fotovoltaica num piso flutuante”.


Comente esta notícia