Símbolo do PCP

“A situação de pandemia em que se vive tem tido impactos significativos na região Alentejo, entre eles o aumento do desemprego, a diminuição de rendimentos e o agudizar da situação dos profissionais da cultura, questões que conduziram ao alastrar da pobreza neste território, onde a campanha do medo também se acentua”, refere Dias Coelho da DRA do PCP. Acrescenta que as dificuldades não se ficam por aqui, pois tem tido manifestações bastante, negativas, igualmente, nas questões da saúde e da educação, Dias Coelho deixa exemplos.

Para além de todos estes aspetos frisou, ainda, Dias Coelho, que os “resultados das eleições para as CCDR's foram um logro, tal como o PCP tinha avançado” e que a “estratégia pensada para o Alentejo no período 2020-2030 não serve os interesses da região”, explicando porquê.

No final, Dias Coelho deixou uma palavra de apresso à “intensa atividade do partido na região, tendo em atenção os trabalhos de preparação para o Congresso do PCP, que se realiza no final de novembro”.


Comente esta notícia