Eleições Europeias 2019

Naquele documento é referido que “é importante dizer que o Parlamento Europeu é um ator chave no desenvolvimento da política Europeia” e que “tem assumido um papel preponderante em assuntos centrais para a Europa e para a luta contra a pobreza, como os relacionados com o rendimento mínimo garantido e o próprio Pilar Europeu dos Direitos Sociais. O Parlamento Europeu pode desempenhar um papel crucial e útil para melhorar o interesse dos cidadãos ao nível da Europa, pois os Eurodeputados são os únicos representantes diretamente eleitos pelos cidadãos.”

Neste contexto, a EAPN “enquanto entidade representante da sociedade civil na defesa dos cidadãos em situação de pobreza e exclusão social considera que estas eleições constituem uma oportunidade para alertar os candidatos às Eleições Europeias para a importância do tema da pobreza e exclusão no seio da Europa.” A EAPN “apela a um maior compromisso político com as questões sociais que visem um combate à pobreza eficaz” e “a que todos os candidatos integrem nos seus programas eleitorais o compromisso de tornar a «União Europeia livre de Pobreza» (“EU Poverty Free”).”

O comunicado termina, dizendo que este apelo aos “candidatos só faz sentido se os próprios cidadãos também se comprometerem na construção de uma Europa mais Social e respeitadora dos direitos sociais.”


Comente esta notícia