José Miguel Almeida: novidades apresentadas na Ovibeja

O denominador comum dos vinhos da Adega para este verão, nos brancos, é a casta Antão Vaz e dos tintos o terroir onde as castas se reproduzem, conferindo-lhes a complexidade e a macieza tão apreciadas. Na apresentação do novo portefólio de vinhos, o presidente da Direção da Adega, José Miguel Almeida, revelou que ainda há muito para fazer com a casta Antão Vaz, que existem muitos projetos previstos, entre eles testes, em sub-terroirs, que permitem ultrapassar alguns dos constrangimentos que as alterações climáticas impõem aos viticultores.

A nova colheita Antão Vaz é o destaque da carta de vinhos para o verão e apresenta como fator novidade, o Licoroso Vidigueira Branco, que está com uma ótima aceitação. O Vidigueira Rosé está a acompanhar a crescente procura, assim como o espumante com características gastronómicas. As declarações são de José Miguel Almeida.

José Miguel Almeida referiu, igualmente, que o impacto da Adega vai muito para além dos três concelhos que a constituem, devido às parcerias que estabelece e deixou exemplos. Assegurou que este verão, que se prevê quente, vai ser para beber Vidigueira.

Na apresentação de ontem, foi o enólogo da Adega, Luís Morgado Leão, quem explicou as características dos vinhos licoroso, rosé e espumante que fazem parte deste portefólio.

Luís Morgado Leão explicou, ainda, a aposta feita no vinho de talha, contando um pouco da história desta oferta na Adega.

Na apresentação feita ontem, ficou claro que todos os vinhos da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito são diferenciadores, porque em todos, desde as entradas de gama até aos topo de gama, se consegue perceber a identidade dos seus néctares.


Comente esta notícia