Poluição em Fortes

A Voz da Planície sabe que “a providencia cautelar que deu origem a esta audiência de julgamento foi interposta há cerca de um ano” e que “pode produzir vários efeitos, dependendo do que foi pedido pelo procurador de Ferreira do Alentejo e da prova que se fizer, ou seja pode ser suspensa a laboração, pode ser exigida à unidade que sejam tomadas medidas que permitam a continuidade da laboração ou pode ser absolvida a AZPO deste processo.”

Este é um processo cível e por isso mesmo, o resultado só será conhecido depois do juiz responsável pelo processo decidir e de ser comunicada a sentença aos interessados.


Comente esta notícia