Artur Pizarro

O Terras sem Sombra começa às 15.00 horas, com a Rota do Gama: testemunhos do Almirante de Sines, uma iniciativa apresentada à Voz da Planície por José António Falcão, diretor do festival.

As atividades prosseguem depois na noite deste sábado, a partir das 21.30 horas, com o concerto programado para o Centro de Artes de Sines, com o grande interprete português Artur Pizarro, a apresentar um repertório com obras de Bach, Shuman e Liszt, tal como avança José António Falcão.

O festival termina no domingo, com uma manhã dedicada ao Porto de Sines, tal como explica José António Falcão.

A 14ª edição do Terras sem Sombra, organizada pela Pedra Angular-Associação dos Amigos do Património da Diocese de Beja, está praticamente a chegar ao final, tendo ainda, mais duas realizações por cumprir, uma em Santiago do Cacém, nos dias 30 de junho e 1 de julho e depois, a entrega dos prémios deste ano, em Sines, marcada para os dias 16 e 17 de julho.


Comente esta notícia