cavalos apreendidos

A acção, desenvolvida na sequência de uma denúncia efectuada através da linha SOS Ambiente e Território, permitiu fiscalizar 115 equídeos, dos quais 104 foram apreendidos por falta de identificação e de condições de salubridade. No seguimento da fiscalização foi ainda detectada uma infracção por falta de registo de exploração pecuária e levantados os autos de contra-ordenação por falta de identificação de equídeos e de bem-estar animal, punidos com coimas cujo valor máximo pode atingir os 3.750 euros.

Esta acção foi realizada em conjunto com elementos da Direcção Geral de Alimentação e Veterinária do Alentejo, da Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo e dos Médicos Veterinários Municipais de Aljustrel e Ferreira do Alentejo.



Comente esta notícia