GNR

Os militares da GNR têm atenções redobradas, no âmbito desta operação, ao excesso de velocidade, manobras perigosas, ultrapassagens, mudança de direção e de cedência de passagem, uso do telemóvel durante a condução, não circulação na via mais à direita em autoestradas e itinerários principais e complementares e uso do cinto de segurança.

Para esta operação são mobilizados diariamente mais de 4500 militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos Comandos Territoriais para proporcionar uma deslocação em segurança aos utentes das estradas portugueses até 5 de janeiro.


Comente esta notícia