Animais Companhia

As denúncias foram efetuadas no âmbito da fiscalização de maus tratos a animais de companhia, enquadrada pela Lei n.º 69/2014, em aplicação desde outubro de 2014 e das mesmas resultaram 4 536 autos de contraordenação, numa média de 378 por mês, cerca de 12 por dia, levantados maioritariamente por falta de chip de identificação, vacinação e/ou condições higieno-sanitárias. Os dados dizem, igualmente, que foram praticados 98 crimes, numa média de 8 por mês.

Estes números revelam o lado positivo da preocupação de quem faz as denúncias e do contributo que se dá na sua resolução, mas também o lado negativo do elevado número de contraordenações e crimes praticados. As declarações são do capitão Ricardo Silva, da GNR.

O capitão Ricardo Silva acrescentou que as denúncias significam também mais sensibilização para este tipo de crime, mas podem não refletir a sua totalidade. Frisou ainda, que pode dizer-se que os objetivos da lei e das ações de sensibilização estão a ser atingidos.

Ana Monteiro, do Cantinho dos Animais de Beja, referiu que estes são números assustadores, mas que demonstram as preocupações das pessoas sobre este tipo de crime. O Cantinho também recebe este tipo de denúncia, que encaminha para as autoridades, revelou ainda, Ana Monteiro.

A GNR tem disponível 24 horas, e com cobertura de todo o território nacional e regiões autónomas, a linha "SOS Ambiente e Território", através do número azul 808 200 520 ou através do link http://goo.gl/1zRBfA, onde os cidadãos têm a possibilidade de denunciar situações que possam violar a Legislação Ambiental e/ou Animal.


Comente esta notícia