Odemira recorda Amália

As iniciativas, que pretendem homenagear a grande voz do Fado e a manter viva a sua ligação ao território odemirense, são promovidas pelo Município de Odemira, em parceria com a Fundação Amália e a Associação Cultural e de Desenvolvimento Económico-Social do Brejão.

Nesta sexta-feira, pelas 21.30 horas, será exibido “Amália - o Filme”, no Centro Sociocultural do Brejão. Realizado por Carlos Coelho da Silva em 2008, tem a interpretação de Sandra Barata Belo, Carla Chambel, Ricardo Carriço, José Fidalgo, António Pedro Cerdeira, Ricardo Pereira e António Montez.

No sábado, dia 12, entre as 10.00 e as 17.00 horas, a casa de férias de Amália Rodrigues, junto à localidade do Brejão, na freguesia de S. Teotónio, abrirá as suas portas para visitas. Pelas 17.00 horas vai decorrer uma Missa Campal na Quinta da Amália, que vai incluir a interpretação de diversos fados de Amália pela fadista Ana Valadas.

Para a noite, a partir das 21.30 horas, está agendada uma Noite de Fados, no Centro Sociocultural do Brejão, que contará com a atuação das fadistas Ana Valadas, Joana Luz e Fábia Rebordão.

Recorde-se que até 31 de outubro, a Biblioteca Municipal José Saramago, em Odemira, acolhe uma mostra documental sobre a vida e obra de Amália Rodrigues.

Odemira marca o início das comemorações do centenário do nascimento da fadista, com um vasto programa de atividades a realizar por todo o país e que se estenderão até ao final de 2020. Recorde-se que Amália Rodrigues nasceu a 23 de julho de 1920 e faleceu a 6 de outubro de 1999. 


Comente esta notícia