Loja Cubo IPBeja

 “Trata-se de um espaço de venda ao público, académico e não só, do merchandising produzido pela instituição, de produtos não perecíveis ou com datas de validade prolongadas, típicos de regiões portuguesas, que constituam a origem de grande parte dos alunos da instituição”. Esta última valência da Loja Cubo está enquadrada, refere a nota de imprensa, num projeto designado: Portugal no IPBeja.

O documento refere que “esta é mais uma forma de acolhimento aos alunos e de lhes dizer” que no IPBeja têm “elementos que identificam” os seus locais de origem.

É referido, ainda, que no âmbito desta nova valência já se está a trabalhar com o “Queijo Serpa Almocreva”, os “Enchidos F. Quarenta” e as “Queijadas de Requeijão da Casa Paixão”. Em breve será reforçado o “Chá da Gorreana”, dos Açores, o “bolo de mel de cana de açúcar e outros da Fábrica Santo António, da Madeira, o sal e flor de sal de Castro Marim, do Algarve e os ovos moles de Aveiro, entre outros.”


Comente esta notícia