faceco
Promover o território, os seus produtos e actividades, as colectividades e os actores locais, potenciar o tecido empresarial e cultural e atrair novos empreendedores e investidores para o concelho são os objectivos principais deste certame que leva anualmente milhares de pessoas a S.Teotónio.

A FACECO transformou-se ao longo dos anos numa montra das capacidades do território odemirense, patentes nas diversas actividades económicas, sociais e culturais, representadas por diversos expositores. Ao artesanato local continua a ser dedicado um pavilhão de exposição, com artesãos a trabalhar ao vivo. A presença do sector pecuário é mais uma vez bastante forte, com a realização de diversas exposições e concursos de várias raças.

A animação do recinto e os espectáculos voltam a ser grande atração da FACECO, com muitas actividades para todos os públicos, desde música, teatro, cante alentejano, dança, desporto e muita animação infantil.

José Alberto Guerreiro, presidente da Câmara Municipal de Odemira, afirma que a feira vai apresentar algumas novidades e destaca a presença do ministro Adjunto, Eduardo Cabrita, esta tarde, na inauguração do certame.

Ainda segundo, José Alberto Guerreiro, esta FACECO vai estar ao seu melhor nível e com um número "recorde" de expositores.

O ministro Adjunto, inaugura, às 17.30 horas, em S.Teotónio, a edição 2016 da FACECO. Antes, às 15.00 horas, Eduardo Cabrita participa numa sessão pública que tem como tema "Odemira Integra-Um concelho activo no acolhimento e integração. O objectivo desta iniciativa é dar visibilidade à singularidade do modelo de financiamento definido em Odemira para o CLAM-Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes, que resulta de uma parceria entre entidades publicas, associativas e privadas, a favor da coesão social.

Comente esta notícia