Cuba

Naquele protocolo, a autarquia de Cuba definiu um contingente exclusivo de 5 bolsas de alojamento para os candidatos que ingressarem numa licenciatura do IPBeja, como 1ª opção e desde que mantenham a sua elegibilidade como bolseiros do Município.

A Câmara Municipal de Cuba considera que com este protocolo se abre uma oportunidade, já a partir do ano letivo 2019/2020, “para a captação de estudantes e subsequente fixação de pessoas e desenvolvimento regional.” E é Noémia Ramos, vereadora da Câmara de Cuba responsável pelo pelouro da Educação, quem explica no que consiste esta oferta educativa que é proposta aos alunos do concelho e que entra em vigor já no próximo ano letivo.

Para aceder a este apoio é preciso que, na altura da candidatura para a atribuição de Bolsa de Estudo do Município de Cuba, que decorre no mês de outubro, os alunos colocados no IPBeja façam referência, no processo, a que lugar a colocação no IPBeja diz respeito.

O IPBeja, por sua vez, compromete-se a garantir a existência de contingente exclusivo de bolsas para candidatos a esta instituição de ensino superior da cidade, assim como a isenção de pagamento de alojamento. Instituir bolsas de mérito social exclusivas e definir prioridades de acesso a bolsas de mérito social e às bolsas BUD, que permitem o regresso e a continuidade dos estudos superiores aos estudantes que tenham saído do sistema por comprovadas dificuldades económicas e financeiras são algumas das outras garantias que o IPBeja assegura, através deste protocolo.


Comente esta notícia