NILZA DE SENA

Segundo, a deputada do PSD, eleita por Beja, nesta região, há várias instituições que passam por uma enorme instabilidade financeira uma vez que o número de famílias que a elas acorrem em busca dos mais variados apoios, não se compara com os apoios recebidos, o que numa população envelhecida e economicamente frágil é francamente insuficiente.

Ainda de acordo, com Nilza de Sena, o anterior governo atribuiu verbas, com o Fundo de Reestruturação do Sector Solidário, com o objectivo de apoiar a reestruturação e sustentabilidade económica e financeira das IPSS 's e equiparadas, permitindo a manutenção do regular funcionamento e desenvolvimento das respostas e serviços sociais que estas entidades prestam. Segundo a deputada do PSD, estas verbas tiveram muitas candidaturas e muitas delas não conseguiram aprovação, por isso, quer agora saber, junto do Ministro da Segurança Social, se pretende recapitalizar estas instituições e, em caso afirmativo, qual o calendário previsível da sua implementação legislativa e qual a informação relevante para a sua aplicação.

Finalmente, Nilza de Sena, afirmou que as IPSS's são da maior relevância na garantia de mais justiça e coesão social, são insubstituíveis no trabalho que diariamente desenvolvem junto dos mais vulneráveis e, por isso, ocupam um lugar central junto das populações, no apoio e na equidade social.




Comente esta notícia