águas públicas do Alentejo

O investimento a realizar nesta nova ETAR de Beja é da responsabilidade da AgdA - Águas Públicas do Alentejo e ronda os 5 milhões de euros.

Esta nova infraestrutura foi dimensionada para servir toda a cidade de Beja, com uma capacidade para tratar diariamente 5 000 m3 de águas residuais urbanas e vai permitir desativar duas ETAR que, pela sua tecnologia e dimensionamento, são incapazes de tratar adequadamente esses efluentes.

A nova ETAR de Beja vai, igualmente, permitir o cumprimento da Diretiva de Águas Residuais Urbanas no que aos esgotos da cidade de Beja diz respeito, contribuir para a resolução do contencioso comunitário existente e para a melhoria da qualidade do ecossistema fluvial da bacia hidrográfica da Albufeira do Roxo, de acordo com as Águas Públicas do Alentejo.

Recorde-se que a Águas Públicas do Alentejo integra 21 municípios, 14 dos quais do distrito de Beja e que faz a recolha e tratamento de águas residuais urbanas através de 96 ETAR, 25 estações elevatórias e 116 quilómetros de coletores.


Comente esta notícia