Biblioteca

Este livro “é a história contada no fio da vida de Agostinho Moleiro, nas suas variantes circunstanciais e temporais. Enxertada em vivências, dos últimos 75 anos, desde a Beira- Baixa até Coimbra, França, Suíça, Baixo–Alentejo e por esse país e mundo fora, pode ler-se na sinopse da obra.

“Escrever sobre a nossa vida é sempre um exercício sério, difícil e naturalmente gratificante. Uma pequena contribuição para a memória coletiva com referências familiares, sociais, económicas e políticas. É também um apelo ao sentido positivo da vida nos bons e maus momentos,” diz o autor.
É também uma homenagem não só ao “sapateiro seu pai e à camponesa sua mãe” mas a todos os sapateiros e camponesas deste mundo que “do nada fizeram e fazem tudo” pelos seus filhos, é referido, ainda, sobre o livro.


Comente esta notícia