Paulo Barriga

Estas bolsas foram criadas pela Gulbenkian e foram dadas exclusivamente a candidaturas de jornalistas - e não a órgãos de comunicação social. No entanto, os jornalistas tinham que apresentar garantias de publicação e foi nesse sentido que o jornalista Paulo Barriga assumiu esse compromisso com o Diário do Alentejo. No total, a Gulbenkian destinou 150 mil euros para os 10 projetos selecionados, ou seja 15 mil para cada um e a publicação do trabalho final na editora Abismo.

O jornalista Paulo Barriga falou com a Voz da Planície sobre este desafio, que vai durar um ano e realçou o facto, para ele mais importante, destas bolsas promoverem a independência na investigação jornalística.

O júri foi constituído por jornalistas e professores universitários de jornalismo, António Granado, Cândida Pinto, João Garcia, José Pedro Castanheira e Maria Flor Pedroso.


Comente esta notícia

Parabens Paulo , não nos vemos há alguns anos , desde Santa Margarida ,RC4. Decidi tentar encontrar alguns companheiros da altura e lembrei-me de ti . Concretizas-te o teu sonho , Parabens .

Paulo Jorge Silva

11/11/2018