equipamento protecção

Como tem sido amplamente divulgado, em particular pela Ordem dos Médicos, mais de 20% dos infetados pelo COVID-19 são médicos e outros profissionais de saúde, uma vez que se encontram, muitas vezes a trabalhar, desprotegidos.

A falta de proteção passa, como dão conta vários relatos - em particular feitos pelos próprios médicos - pela escassez ou, até mesmo, pela inexistência de Equipamentos de Proteção Individual (EPI´s). Uma situação transversal à grande maioria dos hospitais portugueses e que é preciso dar resposta.

Nesse sentido, é fundamental que entidades, instituições e particulares se mobilizem e abracem esta causa, apoiando estes profissionais, de forma a colmatar a falta destes equipamentos. 

O apelo que é feito pela Ordem dos Médicos é que todos aqueles que podem ajudar, o façam, através da doação de kits de fatos impermeáveis, viseiras, batas, luvas, máscaras, óculos e outros equipamentos de proteção, de forma a ultrapassar os atuais problemas de stock que existem nos hospitais.

Todos juntos vamos ajudar a garantir melhores condições a todos os profissionais de saúde, no combate a este flagelo de saúde pública, causado pelo COVID-19.


Comente esta notícia

Galeria de fotos