Ambulâncias

O pontapé de saída foi dado “em Pias, no concelho de Serpa, o que tem maior número de infetados, na Fundação Viscondes de Messangil, onde esteve cinco equipas do Centro Académico de Investigação e Formação Biomédica do Algarve -Algarve Biomedical Center (consórcio do Centro Hospitalar Universitário do Algarve e da Universidade do Algarve)” para procederem “à colheita de amostras para a realização de teste de despistagem de SARS-CoV-2.”

“Este foi o início de um projeto que percorrerá todas as ERPI’s e LR do Baixo Alentejo, totalizando 65 equipamentos. Brevemente, irão ser agendadas outras operações similares, ocorrendo a sua maioria na primeira quinzena do mês de maio”, refere, igualmente, o documento da CIMBAL.

“O objetivo deste Programa é testar colaboradores e utentes com sintomas das ERPI’s e LR’s do Baixo Alentejo, priorizando as estruturas com funcionamento de equipa em «casulo» (em permanência residencial dos seus colaboradores) e as estruturas com maior número de utentes e colaboradores.”

Recorde-se que “a operacionalização do Programa no Baixo Alentejo é assegurada por uma parceria alargada, contando com a CIMBAL, o Centro Distrital do Instituto da Segurança Social, a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, a Autoridade de Saúde, as Comissões Distrital e Municipais de Proteção Civil e a Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Beja, sob coordenação do Senhor Secretário de Estado Adjunto da Defesa Nacional, Jorge Seguro Sanches.”


Comente esta notícia

Galeria de fotos