PlaCarvões

Um Prémio atribuído pela ADRAL-Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo e pela CCDRA-Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo. O projecto é desenvolvido em consórcio liderado pela EDIA, com a CIMAC-Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central, a empresa Gestão Ambiental e de Resíduos e a Universidade de Évora, financiado pelo Fundo Ambiental

O Prémio pretende disseminar e reconhecer ideias, projectos e iniciativas na área da sustentabilidade e da economia circular, implementados ou a implementar na Região Alentejo, com carácter inovador e diferenciador.

Segundo a EDIA "o consórcio PlaCarvões, atento aos problemas emergentes provocados pelos plásticos de uso único, quer na agricultura, quer no circuito urbano e ainda pela contaminação orgânica dos mesmos, desenvolveu estratégias que contribuem para a sua redução, transformando estes resíduos sujos e de mistura, em carvões activados”. Desta forma, revela a EDIA “transforma-se um resíduo num produto, o carvão activado, que é muito valorizado no mercado internacional (…) um produto com características extraordinárias de adsorção, que poderá ser utilizado em filtros de efluentes líquidos e gasosos”.

Foi para impulsionar um comportamento alinhado com os princípios da economia circular, encorajando as boas práticas e ao mesmo tempo desenvolver uma solução para o problema dos plásticos na agricultura e do circuito urbano, que a equipa PlaCarvões promove esta ideia.



Comente esta notícia