Escola Secundária de Serpa

No documento é afirmado que o Governo do PS estabeleceu protocolos com dezenas de Câmaras Municipais para recuperar os parques escolares dos seus concelhos e que no caso das escolas secundárias, ainda sob tutela do Ministério da Educação, foram estabelecidas parcerias em que os municípios apresentam a candidatura para atribuição dos fundos comunitários e assumem os encargos correspondentes a 7,5% do total dos custos da obra.

Paula Pais, presidente da Concelhia de Serpa do PS, afirma que na última sessão da Assembleia Municipal foi clara a posição do Presidente da Câmara Municipal. Uma posição criticada por Paula Pais.

Tomé Pires, presidente da Câmara Municipal de Serpa, considera que esta posição do PS não é muito séria, porque está a ser colocada no município uma responsabilidade única e exclusivamente do ministério da Educação.

De acordo com Tomé Pires, na opinião do Executivo Municipal, diversas vezes divulgada, a requalificação da Escola Secundária é urgente e cabe inteiramente ao Governo. Ainda assim, tendo em conta o avançado estado de degradação daquele estabelecimento de ensino, o Executivo assumiu, há cerca de três anos, a possibilidade de ser promotor de uma candidatura a fundos comunitários, em que a responsabilidade de investimento é do Ministério. O problema que se coloca, segundo o autarca, é que passado todo este tempo o ministério ainda nem sabe que obra é que quer fazer.

Como até agora o ministério da Educação ainda não respondeu a um pedido de reunião urgente feito pela autarquia há cerca de 20 dias, esta semana seguiu mais um pedido para o ministro Tiago Brandão Rodrigues.

Em nota de imprensa, a Concelhia de Serpa do PCP acusa o Governo PS de fugir às suas responsabilidades. Afirma o PCP que a requalificação da Escola Secundária é urgente e é da responsabilidade exclusiva do ministério da Educação, organismo que tutela aquele estabelecimento de ensino.

É também afirmado que o estado de degradação daquela Escola não começou ontem nem há três anos atrás e que “reduzir esta problemática à actualidade é ilibar a responsabilidade dos Governos PS, PSD/CDS dos últimos 20 anos”.

O PCP “valoriza a luta dos alunos, encarregados de educação e docentes, assim como, os continuados esforços da Câmara Municipal de Serpa na tentativa de fazer avançar a requalificação da Escola Secundária”, refuta as “posições demagógicas e contorcionistas do Partido Socialista em Serpa”, e reafirma que a não requalificação daquele estabelecimento de ensino “à semelhança de tantos outros exemplos, é fruto do abandono com que o Governo do Partido Socialista condena o Baixo Alentejo e neste caso particular o concelho de Serpa”.




Comente esta notícia