VINHO

A iniciativa tem como objetivo unir o vinho e o turismo como setores estratégicos para a promoção do concelho de Serpa, no sentido de atrair mais turistas e investimento à região e é consubstanciada com um conjunto de experiências, das quais se destacam workshops empresariais, provas de vinhos, apresentação de produtos inovadores e manifestações culturais.

O programa no CADES começa às 09.00 horas, com um mercado de produtores, que encerra ao final do dia, às 18.30 horas, e um workshop sobre "Vinho e turismo - internacionalizar e divulgar", com a participação na abertura do presidente da Câmara Tomé Pires e a moderação do professor Luís Peres de Sousa, do Instituto Politécnico de Beja.

O primeiro painel desta iniciativa começa às 09.30 horas e debate o vinho como promotor turístico, centrando atenções nas potencialidades e constrangimentos do setor turístico na Margem Esquerda do Guadiana, prossegue com cante, vinho e turismo - uma oportunidade económica em Serpa e com a temática produzido em Serpa apreciado no mundo, da responsabilidade da Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Serpa, Sociedade Agrícola de Pias, Vinhos Monte da Capela e Thahora.

O segundo painel tem início marcado para as 11.15 horas e é sobre vinho e turismo, desafios para o futuro - como conciliar vinho, turismo e cultura. Rota dos vinhos do Alentejo e Plano operacional para o enoturismo do Alentejo e Ribatejo - o caso de Serpa são os temas em destaque. Às 15.30 horas há atelier de apresentação de produtos inovadores, às 16.30 horas atuação de Grupo Coral e às 17.00 horas, o programa convida a descobrir se é um bom provador de vinhos.

Esta iniciativa da Câmara de Serpa reúne um conjunto de especialistas em vinho, turismo e enoturismo e tem também como finalidade estabelecer parcerias para a consolidação da estratégia de promoção conjunta.


Comente esta notícia