cardo

A iniciativa, com início marcado para as 14.30 horas, dirige-se, principalmente, ao setor produtivo e pretende “apresentar e discutir resultados relativos à utilização da flor do cardo, à correta preservação da flor e das suas propriedades, entre outros aspetos tecnológicos, que podem ser maximizados”, explica o CEBAL.

“O uso de extrato de cardo é obrigatório em alguns dos queijos portugueses de ovelha com Denominação de Origem Protegida (DOP). Apesar deste elevado potencial e subsequente interesse económico na fileira da produção de queijo, o efeito da variabilidade da flor permanece pouco estudado”.


Comente esta notícia

Galeria de fotos