Movimentos de Independentes nas autárquicas 2017
Movimentos de Independentes nas autárquicas 2017

Inês Patola - 11/08/2017 - 00:00 - Imprimir


Movimentos de Independentes nas autárquicas 2017


Nas eleições autárquicas de 1 de Outubro apresentam-se a votos, no distrito de Beja, três movimentos independentes.

O Movimento Vidigueira Independente, concorre a todos os orgãos autárquicos daquele concelho, para a Câmara Municipal, a cabeça de lista é Helena D'Aguilar, actual vice-presidente da autarquia eleita, em 2013, pela CDU.

Em Vila Alva, no concelho de Cuba, vai apresentar-se a votos o Grupo de Cidadãos Eleitores Unidos por Vila Alva. Uma candidatura que surgiu da necessidade que um grupo de eleitores sentiu de fazer algo mais pela sua freguesia, sem que para isso se tenha de submeter às agendas “político-partidárias”. A lista, é constituída por 14 elementos, 7 efectivos e 7 suplentes, sendo 9 homens e 5 mulheres, com idades entre os 18 e os 61 anos de idade. João Santos, 48 anos, oficial de justiça, é o cabeça de lista.

No concelho de Moura, o Grupo de Cidadãos Independentes de Amareleja, que está à frente da Junta de Freguesia há dois mandatos, apresenta-se novamente a votos nas autárquicas de 2017.

Entretanto, Luís Amado, presidente da Junta de Freguesia de Vila de Frades tinha sido anunciado como candidato à Câmara Municipal de Vidigueira, num acordo entre o “Movimento de Cidadãos Vidigueira com Futuro” e o Partido LIVRE. A candidatura acabou por não avançar e Luís Amado, é o mandatário de campanha da candidatura de Diogo Conqueiro, pelo Partido LIVRE, à Junta de Freguesia de Vila de Frades.

COMENTE ESTA NOTÍCIA