Protocolo para a salvaguarda e gestão da Vila Romana de Pisões
Protocolo para a salvaguarda e gestão da Vila Romana de Pisões

Inês Patola - 24/08/2017 - 00:00 - Imprimir


Protocolo para a salvaguarda e gestão da Vila Romana de Pisões


A Câmara Municipal de Beja, a Direcção Regional de Cultura do Alentejo e a Universidade de Évora assinaram um Protocolo de Colaboração para a Salvaguarda e Gestão da Vila Romana de Pisões.

Trata-se de um Plano que assenta em três áreas fundamentais, investigação e desenvolvimento, valorização patrimonial e ainda divulgação e formação.

O plano vai ser desenvolvido por fases, mas o objectivo imediato é tornar o sítio visitável de maneira a ser reaberto ao público, nesse sentido, já estão a decorrer alguns trabalhos no terreno.

João Rocha, presidente da Câmara Municipal de Beja, afirma que ficou surpreendido com o trabalho que já está a ser desenvolvido em Pisões.

Ana Paula Amendoeira, directora Regional de Cultura do Alentejo, considera que este Plano fecha um ciclo e abre outro que se pretende “melhor” porque o sítio de Pisões viveu uma história complexa e atribulada durante várias décadas.

Ana Paula Amendoeira, afirma que o Plano cumpre o essencial e destaca o excelente relacionamento entre as parte envolvidas.

Ana Costa Freitas, Reitora da Universidade de Évora, entidade proprietária de Pisões, afirma que a assinatura do Protocolo tem grande significado e que agora é preciso colocar os olhos no horizonte tendo em vista o futuro.

Ana Costa Freitas, fez ainda questão de salientar que para levar este plano a bom porto é preciso financiamento, nesse sentido, foram já submetidas candidaturas, a vários programas, uma já foi aprovada.


COMENTE ESTA NOTÍCIA