Sara Caeiro

O Presidente da CCDRA escreve no catálogo de apresentação: "Ao acolhermos esta exposição na CCDRA, não estamos só a colocar o espaço físico desta Instituição ao serviço da arte e da Sara. Estamos a receber uma dádiva que marcará muito mais que as pedras e o betão de que é feito o edifício, estamos a trazer para ele alma, a alma que nos é oferecida através das obras de arte que acolhe, para que nós as possamos mostrar aos outros."

A intensidade cromática das paisagens pictóricas do trabalho de Sara Caeiro completa a luminosidade e a dinâmica das suas personagens, num convite a uma paragem e ao deleite. A jovem Sara Caeiro é acompanhada atualmente pela Associação de Surdos de Évora. 


Comente esta notícia