Cortejo Histórico Beja

Segundo a organização, o Cortejo recria, períodos históricos de grande importância para o concelho, como a presença islâmica neste território, o primeiro foral de Beja atribuído por D.Afonso III, a revolução 1383-85, o período manuelino, Soror Mariana Alcoforado, as lutas liberais, os republicanos e a Revolução de Abril. 

Tal como afirma a vereadora Sónia Calvário, são esperados mais de 600 figurantes que vão reconstituir uma história com mais de vinte séculos, partindo do século I d.C., com a fundação da cidade Pax Iulia, até ao século XXI, com o cante, elevado a Património Imaterial da Humanidade.

Sónia Calvário refere, também que a realização desta iniciativa tem como objetivos promover e valorizar a história da cidade de Beja, junto da população e, simultaneamente, dar a conhecer a riqueza e diversidade do território aos visitantes.

Sónia Cálvario frisa, ainda, a importância que Beja tem, não só no âmbito da história nacional, como também no progresso da região, deixando um convite aos interessados a assistirem, hoje, neste III Cortejo Histórico de Beja.




Comente esta notícia

Galeria de fotos