Outeiro Circo

O Outeiro do Circo, um dos maiores povoados fortificados da Idade do Bronze Final (1250-850 a.C.) da Península Ibérica, é alvo de trabalhos arqueológicos desde 2008 que se têm centrado quer no estudo das suas vastas muralhas, quer no espaço habitacional. A campanha arqueológica de 2017, contou com a participação de arqueólogos e estudantes de arqueologia de várias universidades portuguesas e espanholas.

Miguel Serra, arqueólogo responsável pelo Projecto do Outeiro do Circo, revela aquilo que de mais importante foi descoberto nesta última campanha.

Para Miguel Serra, os objectivos do projecto foram cumpridos e até ultrapassados, para os próximos tempos o trabalho a fazer é de "gabinete" e só depois de uma avaliação e contactos com os parceiros é que vai ser possível definir se há capacidade para continuar.

O Projecto Outeiro do Circo é organizado em parceria pela Câmara Municipal de Beja e pela empresa Palimpsesto contando com o apoio da União de Freguesias de Santiago Maior e São João Baptista, da União de Freguesias de Santa Vitória e Mombeja, do Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa e da Força Aérea Portuguesa.


Comente esta notícia