BE

Na capital de distrito, Catarina Martins disse que em Beja, o BE acrescenta esquerda à esquerda e exigência e pediu investimento na ferrovia, recordando que a região precisa de transporte ferroviário condigno para as pessoas.

Para as autárquicas 2017, o BE diz que é preciso pugnar pela transparência, medir o trabalho autárquico pelo que conta e não deixar ninguém para trás.

Catarina Martins recordou ainda, a falta que faz e vai fazer o reforço de votação no BE e frisou que está em cima da mesa a discussão do Orçamento de Estado. Neste contexto afirmou que o BE vai lutar por melhores salários e pela criação de escalões de IRS que aliviem o rendimento do trabalho.

Nesta sessão pública marcaram presença, igualmente, José Pedro Oliveira, o candidato do BE à presidência da Câmara de Beja e Gina Mateus, que lidera a candidatura à Assembleia Municipal. 

Nas palavras que proferiu, José Pedro Oliveira passou em revista, as principais propostas do programa do BE para o concelho, destacando as questões da inclusão, o apoio ao associativismo e a introdução da democracia participativa, incluindo os orçamentos participativos. 

José Pedro Oliveira disse ainda, que os funcionários da autarquia têm de ser mais valorizados e garantiu que o BE representa as pessoas, não as substituí.


Comente esta notícia

Galeria de fotos