Rui Garrido

Rui Garrido, presidente da FAABA, frisou à Voz da Planície que para as culturas anuais, a chuva que tem caído tem ajudado, assim como nas questões dos alimentos e alguma água para o gado. Neste contexto, Rui Garrido avançou que ficou combinado com o ministro da agricultura monitorizar o que se vai passando com as culturas de sequeiro e deixada a nota de preocupação com as questões do abeberamento do gado, em 2018 e da falta de água nas barragens que se faz sentir.

As questões do regadio também foram abordadas e neste caso, Rui Garrido revelou que foi discutido, entre outras matérias, o preço da água do Alqueva.

No final, e tendo em atenção o aumento das despesas que os agricultores vão ter este ano, Rui Garrido esclareceu que ficou o pedido, a Capoulas Santos, que seria justo não pagar a taxa de recursos hídricos de 2017.


Comente esta notícia