Feira do Queijo

O certame insere-se na estratégia de desenvolvimento do município, constituindo-se uma referência na região, promovendo o concelho e valorizando os seus recursos e as suas melhores produções agro-alimentares, ancoradas no emblemático Queijo Serpa.

Com a participação de queijos, de Serpa, Évora, Nisa, Beira Baixa, Castelo Branco, Azeitão, Redondo, Borba, Estremoz, Rio de Moinhos e Serra da Estrela, o certame, vai contar, pela primeira vez, com queijo produzido em modo biológico.

Durante três dias vai ser possível conhecer o melhor das produções agro-alimentares e da gastronomia local, nomeadamente enchidos, vinho, azeite, azeitonas, mel, doçaria conventual, bem como o artesanato regional.

A Feira do Queijo do Alentejo propõe também actividades de animação para o público mais jovem, oficinas práticas de culinária com queijo, o Concurso de Melhor Queijo da Feira do Queijo, atelier de fabrico de queijo, demonstração de tosquia, concurso de ovinos e percurso pela cidade, workshop de cães de pastoreio, tasquinhas, Cante Alentejano, música, animação circulante, BTT-Rota do Queijo, rafting no Guadiana e muitas outras oportunidades de experimentação e de diversão.

Tomé Pires, presidente da Câmara Municipal de Serpa, afirma que, em 2018, o principal objectivo do certame mantém-se.

Quanto à produção do queijo Serpa, Tomé Pires admite que se houvesse mais leite, havia mais produção e certamente que existia mercado para escoamento do produto. O autarca considera que as entidades competentes deviam debruçar-se sobre esta questão da produção de leite.



Comente esta notícia