Marcha Lenta IP8 / IP2


A CIMBAL, o NERBE/AEBAL e a Turismo do Alentejo, ERT manifestaram publicamente a maior preocupação perante a situação estruturalmente adversa para o desenvolvimento do distrito de Beja, acentuada pela falta de estratégia demonstrada nas políticas nacionais relativamente às infraestruturas regionais fundamentais.

As acessibilidades rodoviárias, nomeadamente o IP2 e o IP8, são referenciadas, é recordado que as obras ficaram por concluir e que neste momento estão em péssimas condições de circulação.

João Rocha, presidente da CIMBAL, recorda que as vias de comunicação em bom estado são fundamentais para reforçar a dinâmica do porto de Sines, aeroporto de Beja e Alqueva. João Rocha afirma ainda que as vias de comunicação no estado em que estão são um mau "cartão- de-visita" para quem, por exemplo, visitar a região com a intenção e investir.

João Rocha reclama, junto do governo, a resolução da situação o mais rapidamente possível porque em causa está o desenvolvimento da região e do País.


Comente esta notícia