frente comum
Em causa está a falta de respostas às reivindicações da Frente Comum, como o aumento dos salários, o descongelamento "imediato" das progressões na carreira, a reposição do pagamento das horas extraordinárias e as 35 horas para todos os trabalhadores.

O protesto surge porque das rondas negociais com a equipa do Ministério das Finanças as reivindicações dos sindicatos ficaram sem resposta.




Comente esta notícia