Colóquio Viola Campaniça

A iniciativa, organizada pelo Centro de Valorização da Viola Campaniça e Canto a Despique, decorre no Centro Social de Amoreiras-Gare, a partir das 10.00 horas.

Durante a manhã serão debatidos temas relacionados sobre o passado, presente e futuro da Viola Campaniça , com intervenções de José Alberto Sardinha, etnomusicólogo, José Abreu, professor e tocador de viola campaniça, Pedro Mestre músico, tocador e dinamizador da viola campaniça e Daniel Luz, construtor de viola campaniça, com moderação de Francisco Lourenço Teixeira.

Durante a tarde está agendado um debate sobre o Cante a Baldão e ao Despique, com a participação de Maria José Barriga, investigadora e doutorada na área da Psicologia e Ensino da Música na Universidade Nova de Lisboa, José Francisco Colaço Guerreiro, representante da CORTIÇOL - Cooperativa de Informação e Cultura, Antero Silva, dinamizador da cultura popular da região e Manuel Graça, cantador a baldão e despique e poeta popular, com moderação de Hélder Guerreiro.

Hoje vai também ser apresentado o Centro de Valorização da Viola Campaniça e do Cante de Improviso.

O colóquio conta com a atuação de tocadores de viola campaniça da localidade e cante a baldão, por todos os cantadores que queiram participar, acompanhados à viola campaniça por Carlos Loução.

O Centro de Valorização da Viola Campaniça e Canto a Despique é dinamizado pelo consórcio de entidades que junta o Município de Odemira, Junta de Freguesia de S. Martinho das Amoreiras, ADA - Associação para o Desenvolvimento de Amoreiras-Gare e Casa do Povo de S. Martinho das Amoreiras. A organização do colóquio conta com os apoios do INATEL e Grupo Desportivo Amoreirense.


Comente esta notícia