CPCBEJA
Um acordo tendo em vista o funcionamento da valência de lar residencial desta instituição particular de solidariedade social. Segundo, João Ramos é fundamental esclarecer toda a "trapalhada" que caracteriza o acordo.

São várias as questões que o deputado comunista quer ver esclarecidas porque considera que é inadmissível que o Centro de Paralisia Cerebral de Beja seja tratado como foi porque, trata-se de uma instituição, de grande importância, que serve todo o distrito de Beja e alguns concelhos dos distritos de Évora e Setúbal.

Comente esta notícia