Cogumelos

Em 2018, o festival apresenta mais de 50 expositores, em diferentes espaços e na sua área circundante, com exposição de produtos ligados à produção de cogumelos, ervas aromáticas, licores regionais, doçaria tradicional, bordados e costuras da nossa terra, bem como algum artesanato regional.

Lucília Horta, presidente da Junta de Freguesia de Cabeça Gorda, avança que a estrutura do evento se mantém e explica o que se pode encontrar nos diferentes espaços do evento.

A 5ª edição do Silarca assenta em duas componentes temáticas: os recursos endógenos e a promoção do cante nos jovens, avançou, igualmente, Lucília Horta.

A gastronomia à mesa no festival é um dos aspetos mais atrativos que ultrapassa largamente o espaço destinado para o efeito. Para além dos restaurantes/tasquinhas que estarão dentro da Tenda Micológica do Silarca Festival do Cogumelo, aderiram ao festival os restaurantes locais, que nestes dias contarão na sua ementa com petiscos e pratos típicos. As dinâmicas do Silarca Festival do cogumelo também passam pela promoção da reflexão e do debate sobre a sustentabilidades destes importantes recursos naturais, bem como pela dinamização de um passeio micológico no parque biológico, a realização de conversas em torno dos cogumelos e de recursos silvestres, bem como a realização três showcookings de culinária com a presença do Chefe Leopoldo Calhau do CAFÉ Garret no Teatro D.ª Maria, de João Mata, finalista no Master Chef Junior de 2016, programa sobre culinária da TVI e um showcooking da Scobis que fará com produtos do PROVERE.


Comente esta notícia

Galeria de fotos