Cimbal Alentejo 2020

No documento é referido, igualmente, que as aspirações para as pessoas deste território defendidas por esta Comunidade Intermunicipal ficarão muito aquém da sua vontade, na medida em que, de uma proposta de 36 milhões de euros (fundo a 85% de FEDER e FSE), apenas foi aprovado pelo Programa Operacional Regional do Alentejo 2020, o valor de 26.866.683 euros. Acrescendo ainda a este montante, o valor aproximado de 3,5 milhões de euros, proveniente dos Programas Operacionais Temáticos.

Orlando Pereira, 1º secretário, explicou o processo de negociação e que a CIMBAL vai continuar a trabalhar para conseguir mais verbas.

Orlando Pereira identificou ainda, as outras componentes do Pacto e esclareceu porque é que as verbas alcançadas ficam aquém das metas de desenvolvimento traçadas pelos municípios.

Posto isto, o Conselho Intermunicipal (CI) da CIMBAL, em reunião de 13 do corrente considerou ser evidente que os objetivos de uma Estratégia de Desenvolvimento e de um Pacto elaborados por esta Comunidade, serão profundamente afetados, quer pelas reduções dos valores atribuídos, quer também pelo atraso do Portugal 2020, que deveria ter arrancado em 2014 e ainda não avançou.

O CI não querendo contribuir para um maior atraso, deliberou aprovar contudo, os montantes propostos conducentes à assinatura do Pacto com a Comissão Diretiva do Alentejo 2020, mas concomitantemente, tudo fará para alterar as regras de um jogo que prejudicam a atividade do Poder Local Democrático, neste território de Municípios de baixa densidade, porque é necessário investir junto das pessoas, caso contrário, será muito difícil estancar o despovoamento e empobrecimento do Alentejo.


Comente esta notícia