Assinatura EDIA AdP

Este investimento é realizado pela Águas Públicas do Alentejo, numa parceria entre o Estado e os municípios, onde Beja participa, intervindo a EMAS de Beja, mediante delegação de competências da Câmara Municipal. Trata-se de um projeto cofinanciado a 85% pela União Europeia, através do POSEUR, no âmbito do Portugal 2020.

De acordo com a EMAS, “esta empreitada inclui a construção de uma Estação de Tratamento de Água de última geração, preparada para recorrer às melhores tecnologias disponíveis para o efeito”.

O sistema contempla o reforço de água a Beja com ligação ao reservatório da Atalaia, principal reserva de água da cidade, onde se juntará às condutas provenientes das captações subterrâneas existentes em torno da cidade e à conduta adutora que vem da Barragem do Roxo.

Com origem nesta ETA, desenvolvem-se mais duas linhas de abastecimento independentes que conduzirão a água ao reservatório já existente de Baleizão e ao novo reservatório de Salvada, que permitirá o abastecimento gravítico a Cabeça Gorda e Quintos.

A construção, já em curso, destas condutas adutoras alcançará uma extensão próxima dos 38 km de extensão.



Comente esta notícia